14 de May de 2021

DESASSOSSEGOS N.4 – A psicanálise que interessa

EDITORIAL José Martinho       Colaboram comigo neste no 4 da série Desassossegos dois prestigiados psicanalistas argentinos de origem…


EDITORIAL

José Martinho

 

 

 

Colaboram comigo neste no 4 da série Desassossegos dois prestigiados psicanalistas argentinos de origem polaca radicados em França que nos visitaram recentemente em Lisboa, Carolina Koretzky e Fabián Fajnwaks, ambos membros da Escola da Causa Freudiana de Paris; um prezado co- lega da vizinha Espanha, José Ramón Ubieto, psicanalista e professor uni- versitário em Barcelona; Marcelo Veras, psiquiatra, psicanalista da Escola Brasileira de Psicanálise e responsável pelo Blog da Associação Mundial de Psicanálise; e o Vice-Presidente da ACF, de Portugal, Filipe Pereirinha.

 

A todos pedi que escrevessem, sempre que possível numa linguagem acessível ao grande público, sobre a “psicanálise que interessa”.

 

A psicanálise que interessa os contemporâneos será uma psicanálise que se interessa por eles ou não será. Os psicanalistas encontram agora pessoas muito diferentes daquelas que se deitavam outrora no divã de Freud. Não nascemos, vivemos e falecemos mais como ainda há alguns escassos anos atrás. Reproduções e mortes tecnologicamente assistidas, e um processamento cada vez maior dos dados biométricos dos indivíduos convergem hoje com todo o tipo de informações digitalizadas recolhidas por vários sectores da sociedade, nomeadamente por aqueles que prome- tem aos cidadãos maior saúde, segurança e sossego.

 

Apesar destas sedutoras promessas, da globalização do mercado e do galopante progresso da ciência e da tecnologia, não se pode dizer que as crises que afectam a mente e o mundo diminuíram em quantidade e qualidade.

 

O cidadão hiperatarefado, hiperapressado e hipermedicamentado sente menos disponibilidade para procurar um psicanalista capaz de escutar o que teria para dizer livremente sobre a sua singularidade; e são inúmeros os obstáculos que têm surgido no caminho da psicanálise que podia servir de pulmão artificial a uma humanidade cada vez mais sufocada pelos poderes que poluem o ambiente.

 

Se apesar de tudo os psicanalistas continuam a acompanhar aqui e ali os novos sintomas que emergem na nossa civilização não é para os erra- dicar, ou adaptar à realidade que contribuiu para a sua formação, mas porque, mais do que a intermitência dos sonhos, é a insistência do sintoma que indica a melhor saída da situação.

9 Editorial

11 Abertura

José Martinho

A mais-valia de uma psicanálise

A Corda do Acordar

22 Carolina Koretzky

Sonhos e despertares

33 Fabián Fajnwaks

O ininterpretável

Saber-Fazer com o Sintoma

49 José Ramón Ubieto

Orientar-se pelo sintoma

62 Marcelo Veras

Saber fazer com a paranoia

69 Fabián Fajnwaks

Lidar com o sem limite

77 Filipe Pereirinha

O estado da arte

 

Related Posts

La Cause du désir n° 107 « Yad’lun »

12 de maio de 2021

12 de maio de 2021

COMMANDEZ SUR  ecf-echoppe EDITORIAL   Ce numéro 107 de la Cause du désir a pour titre une jaculation de Jacques...

RETOQUECITOS – Freud sin principio de placer – Gerardo Arenas (EOL)

5 de abril de 2021

5 de abril de 2021

Estudiar las consecuencias de erradicar de la doctrina freudiana el principio de placer implica correr ciertos riesgos. La conveniencia de...

ORNICAR? – Revue du Champ Freudien

5 de abril de 2021

5 de abril de 2021

Pourquoi « Les bas-fonds » ? Disons-le d’emblée, un tel titre a de quoi surprendre le lecteur d’Ornicar? La topographie...

GLIFOS N.15 – REVISTA VIRTUAL DE LA NEL CIUDAD DE MÉXICO

5 de abril de 2021

5 de abril de 2021

Editorial El psicoanálisis produce transferencias en la cultura, un interés vivo que aproxima a muchos en la búsqueda —en términos...

El mundo pos-Covid. Entre la presencia y lo virtual – José Ramón Ubieto (ELP)

17 de março de 2021

17 de março de 2021

Conversación con José Ramón Ubieto sobre su último libro[1]     Tenemos la suerte de hablar en primera mano con...

Nuevas formas de malestar en la cultura – Vilma Coccoz (ELP)

13 de fevereiro de 2021

13 de fevereiro de 2021

  publicando en libreria Muga Invitamos a conversar a Vilma Coccoz en librería Muga sobre su último libro Nuevas formas...

Foucault • Duby • Dumézil Changeux • Thom  – Cinq grands entretiens au Champ freudien

8 de fevereiro de 2021

8 de fevereiro de 2021

  « la découverte de Freud est celle du champ des incidences, en la nature de l’homme, de ses relations à...

Les pouvoirs de la parole – Association Mondiale de Psychanalyse

3 de fevereiro de 2021

3 de fevereiro de 2021

ECF.echoppe Résumé Sous le titre Les Pouvoirs de la parole, c’est autant à leur mise en cause à travers l’interprétation...

Não há sossego – José Martinho (ACF-Portugal)

24 de janeiro de 2021

24 de janeiro de 2021

Não há sossego: uma leitura   Filipe Pereirinha[1]     José Martinho é um caso raro, senão mesmo, de um...

sim, é – Fátima Pinheiro (EBP)

21 de janeiro de 2021

21 de janeiro de 2021

o sopro do koan na escritura de fátima pinheiro posfácio do livro escrito por Fenando José Karl paul valéry escreveu num...

The Aims of Analysis: Miami Seminar on the Late Lacan – Thomas Svolos (NLS)

11 de janeiro de 2021

11 de janeiro de 2021

In his “Écrits,” Jacques Lacan evokes the figure of St. John the Baptist with a raised finger that points, though...

The Lacanian Review No 10: “Paranoia” – December 2020

17 de dezembro de 2020

17 de dezembro de 2020

  BRIEF The 10th volume of The Lacanian Review examines paranoia from the early formations of Jacques Lacan’s work to...

REVISTA VIRTUAL DE LA NEL CIUDAD DE MÉXICO #14

4 de dezembro de 2020

4 de dezembro de 2020

Editorial Desde Lacan en la creación de su Escuela, hasta los días convulsos de hoy en que ésta se hace...

Objeto, corpo e gozo nas toxicomanias e adições – Carla Fernandes (EBP)

13 de novembro de 2020

13 de novembro de 2020

Uma leitura psicanalítica    A lógica do consumo na atualidade confere aos objetos ofertados no mercado o posto de ditadores...

Comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.