7 de March de 2021

sim, é – Fátima Pinheiro (EBP)

o sopro do koan na escritura de fátima pinheiro posfácio do livro escrito por Fenando José Karl paul valéry escreveu num…


o sopro do koan na escritura de fátima pinheiro

posfácio do livro escrito por Fenando José Karl

paul valéry escreveu num de seus cahiers: “o poema, essa oscilação prolongada entre o som e o sentido”.

 

“sim, é”: o encontro do corpo com o osso e com a chuva da palavra: a língua, em fátima, é algo impossível que se deixa fisgar por uma contingência. uma língua desnudada até o assombro, mais longe que o corpo, no fundo do ar. “sim, é” tem uma relação tempestuosa com o sentido: dilacera a interioridade: é contra o assepticamente controlado.

neste “sim, é”, os corpos minúsculos e negros das palavras na solidão da ponta da língua de fátima nos indica que, quanto mais rápido é o jorro de sua escrita, mais clara ela é, porque fátima sabe que é no hesitar na escolha das palavras que se precipita o pensamento. por isso, ela pratica o koan, este enigma quase insolúvel, que apresenta a solidão de um significante à solidão de outro significante, à procurada quebra do sentido. o koan é uma contradição, um ir contra os padrões congelados, enfim, contra a mesmice. nos koans (que ela reinventou e agora podem ser chamados de semi-koans, a língua de fátima suprime a opacidade, infiltra na pedra gasta da gramática a jam session (o improviso) de um sopro novo. sobre o koan, fátima escreve: “o koan é o corte, a interrupção da cadeia polissêmica, é a via que se dirige para o confronto direto com o gozo e a pulsão. contudo, o koan não se dirige para a absurdez, e sim para a isenção de sentido”.

a lâmina d’água da escritura de fátima pinheiro não encontra o bem nem o belo, mas a alegria, a satisfação através do uso da palavra: o que é uma palavra neste “sim, é” de fátima? uma linha de zeros ao longo do mar, um nada? a palavra, sabe-se, é nada, no entanto, um nada que dá. dá o quê? a afirmação de uma presença, que, sim, é.

mas o que há no “sim, é”, que o faz tão essencial nestes dias bárbaros em que a mesmice grassa por todos os lados? há, no “sim, é”, de fátima, contos,poemas, koans, tankas, haicais. e tem mais: neste “sim, é” – tão visível quanto as ostras e os leques – a linguagem encontra o vivo a cada instante, constelando algo que se mostra virgem, vivaz, tocado pelo falasser: como disse lacan: “só há abismo se o falasser o dizer”. fátima diz, com elegância e sobriedade, mas aprendeu que este dizer é um artifício.

 

Related Posts

Nuevas formas de malestar en la cultura – Vilma Coccoz (ELP)

13 de fevereiro de 2021

13 de fevereiro de 2021

  publicando en libreria Muga Invitamos a conversar a Vilma Coccoz en librería Muga sobre su último libro Nuevas formas...

Foucault • Duby • Dumézil Changeux • Thom  – Cinq grands entretiens au Champ freudien

8 de fevereiro de 2021

8 de fevereiro de 2021

  « la découverte de Freud est celle du champ des incidences, en la nature de l’homme, de ses relations à...

Les pouvoirs de la parole – Association Mondiale de Psychanalyse

3 de fevereiro de 2021

3 de fevereiro de 2021

ECF.echoppe Résumé Sous le titre Les Pouvoirs de la parole, c’est autant à leur mise en cause à travers l’interprétation...

Não há sossego – José Martinho (ACF-Portugal)

24 de janeiro de 2021

24 de janeiro de 2021

Não há sossego: uma leitura   Filipe Pereirinha[1]     José Martinho é um caso raro, senão mesmo, de um...

The Aims of Analysis: Miami Seminar on the Late Lacan – Thomas Svolos (NLS)

11 de janeiro de 2021

11 de janeiro de 2021

In his “Écrits,” Jacques Lacan evokes the figure of St. John the Baptist with a raised finger that points, though...

The Lacanian Review No 10: “Paranoia” – December 2020

17 de dezembro de 2020

17 de dezembro de 2020

  BRIEF The 10th volume of The Lacanian Review examines paranoia from the early formations of Jacques Lacan’s work to...

REVISTA VIRTUAL DE LA NEL CIUDAD DE MÉXICO #14

4 de dezembro de 2020

4 de dezembro de 2020

Editorial Desde Lacan en la creación de su Escuela, hasta los días convulsos de hoy en que ésta se hace...

Objeto, corpo e gozo nas toxicomanias e adições – Carla Fernandes (EBP)

13 de novembro de 2020

13 de novembro de 2020

Uma leitura psicanalítica    A lógica do consumo na atualidade confere aos objetos ofertados no mercado o posto de ditadores...

ACONTECIMIENTOS – ¿El psicoanálisis cambia? ¿Que es lo nuevo?

6 de novembro de 2020

6 de novembro de 2020

ACONTECIMIENTOS ¿el  Psicoanálisis cambia? ¿qué es lo nuevo?   Incluye la Conferencia de Eric Laurent: Reflexiones sobre tres encuentros entre...

Mode de jouir au féminin – Marie-Hélène Brousse (ECF)

5 de novembro de 2020

5 de novembro de 2020

« L’homme, une femme, […] ce ne sont rien que signifiants. » JACQUES LACAN, Encore     Alors que les...

Bien-dire et savoir-lire / Bem-dizer e saber-ler – Leander Mattioli Pasqual (Paris)

29 de outubro de 2020

29 de outubro de 2020

Le concept de lettre a une place fondamentale dans l’enseignement de Lacan. Avec ce concept, Lacan définit l’expérience analytique comme...

Consentir – Ornicar? 54

20 de outubro de 2020

20 de outubro de 2020

ECF Echoppe  s/dir. Jacques-Alain Miller, Christiane Alberti Ornicar ? 54 interroge : Qu’est-ce que le consentement ? d’où vient-il ?...

FACTOR(a) – Revista de Acción Lacaniana de la NEL año2 n.4

23 de setembro de 2020

23 de setembro de 2020

Oír es ser tocado a la distancia Pascal Quignard [1] Todos confinados. Pero, ¿todos aislados? Quizá convenga advertir, en estos...

Traverser les murs – Francesca Biagi-Chai (ECF)

22 de setembro de 2020

22 de setembro de 2020

La folie, de la psychiatrie à la psychanalyse Préface de Jacques-Alain Miller   La folie, de la psychiatrie à la...

Revista de psicoanálisis El escabel de La Plata N° 2 “El Patriarcado en cuestión”

16 de setembro de 2020

16 de setembro de 2020

Editorial Malisia, 2019.  EOL Sección La Plata. Leer sin patrón ¿Cómo propiciar el encuentro entre una revista y un lector?...

Comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.